quinta-feira, 20 de julho de 2017

OS 5 TIPOS DE RELACIONAMENTOS MAIS DESTRUTÍVEIS

Muitas pessoas confundem AMOR com CARÊNCIA. Amor é cuidar de si e do próximo. A carência é um capricho de emoções mal formuladas.

A carência tem em sua corporação, algo patológico, mal respondido, onde o indivíduo busca a resposta e a felicidade no outro. Daí, o que parecia um relacionamento tornou-se um DRAMA EMOCIONAL.


Dentre muitas relações, listei 05 tipos que VOCÊ DEVE PASSAR BEM LONGE
Justamente pelo seu poder de destruição, são elas:

LIGAÇÕES PERIGOSAS – Esse tipo de relacionamento altamente destrutivo anula você e todo o seu contexto de viver sua plenitude. Lembra do filme: “Dormindo com o inimigo”? Nossa! Esse relacionamento tá recheado de psicopatias comportamentais (ciúmes infundados, agressividade, inferiorização, etc) que impedem que você conecte sua energia com o que realmente valha a pena. Nem entre, os comportamentos do individuo já se vê nas atitudes e na fala é só prestar atenção. Se estiver vivendo isso, não crie laços, mate o mal pela raiz literalmente.



FLASHBACK – Sabe aquele relacionamento do passado que teima em reviver as coisas? Pois é. Você viveu o que tinha de viver, sofreu, se recompôs e adivinha… Aquela alma do passado quer uma nova chance. Você jura!? Caia fora. Se acabou tinha uma razão pra isso e faz parte do rol do passado, então lembre-se: “Portas velhas não constituem novos caminhos”.


FOREVER – É aquele relacionamento sem sentido. Aquele que acaba , volta , ai acaba de novo, volta, acaba mais uma vez e volta. Parece um iô –iô de tanta volta que dá. Já perdeu o sentido faz tempo, aqui as pessoas confundem suas carências que são percebidas nitidamente. Indecisão, falta de senso e julgamento do que se realmente deseja numa relação flui em laços dess tipo.





TRÊS É DEMAIS – ter uma relação a dois já tem sua carga emocional acompanhada com seus respectivos problemas. Pra que se jogar no abismo envolvendo uma terceira pessoa e passar de um relacionamento para um drama emocional? Quem é feliz nesse trio? A resposta é simples…. Ninguém. Pessoas casadas adoram viver perigosamente relações assim, e eu te pergunto: onde está o sentimento, o respeito e a dignidade? Muitas vezes a 3
ª pessoa nem sabe que está fazendo parte dessa novela mexicana. Ou se sabe, se anulou definitivamente se submetendo a ser o “STEP DA RELAÇÃO”. Desculpe, mas não encontro outro termo menos ameno… quando o pneu fura, ao invés de concertar as pessoas usam o step e sempre vão procurar um outro pra colocar no porta malas do carro. Não seria bem melhor acabar com isso e esperar ancorar num porto seguro? Se sua resposta é SIM. Então, tome a atitude e faça o que é certo.

PRISIONEIRO(A) DO AMOR – Sabe aquela relação que não existe sentimento por uma das partes ou pelas duas partes e mesmo sabendo disso, ninguém se separa. O que seria isso? Um contrato de eternidade mal sucedido? Se tornar refém de uma relação seja qual for, é fechar as portas para uma vida harmoniosa,somos livres e devemos viver essa liberdade em sua totalidade. Por quê estragar tudo se submetendo as chantagens emocionais que nunca levarão a nada? Está na hora de parar e agir mais, aqui não há o que se pensar porque as atitudes já falam por si.


Finalizando, devemos ter em mente que as pessoas por mais defeito que possuam, não desvinculam esses defeitos das relações, por exemplo: uma bússola pode orientar uma pessoa indecisa? Por isso queo relacionamento é uma fase de reconhecimento do território que é o AMOR, não é um caminho a se temer e sim uma oportunidade de APRENDER A ESCOLHER.


Fonte:O Segredo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Free Sarah Cursors at www.totallyfreecursors.com